Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese



Total de visitas: 32770

ONDE COMPRAR MUDAS DE JACARANDÁ (19)9.8825-1240

ONDE COMPRAR MUDAS DE JACARANDÁ (19)9.8825-1240

 ENTRE EM CONTATO COM A VILA ECOLÓGICA

 

WHATSAPP: (19)9.8825-1240

 

 


ONDE COMPRAR UMA MUDA DE ÁRVORES QUE ESTÁ EM PROCESSO DE EXTINÇÃO, ALÉM DE OUTRAS MUDAS DE ÁRVORES DE QUALIDADE?


 

WHATSAPP: (19)9.8825-1240

 

http://www.clubecorporativo.com.br

 

Dê uma árvore de presente e, se você preferir, nós plantamos ela para você. A RESERVA DA BIOSFERA seleciona para você mudas e semente de árvores que estão em processo de extinção. além de outras espécies. 

 

Quais são as 8 espécies de árvores brasileiras ameaçadas de extinção?
04/01/2021, 22:03

 

Por Eduardo Conrado

 

Segundo estudos desenvolvidos em 2017 pela Botanical Gardens Conservation International com base nos dados de 500 jardins botânicos, 14% das mais de 60 mil espécies de árvores catalogadas no mundo são encontrados em nosso país. Porém, a Lista Nacional Oficial de Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção, feita pelo Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, mostra que 2.113 espécies de árvores presentes no Brasil encontram-se ameaçadas de extinção.

Para o Carlos Augusto Figueiredo, professor do Instituto de Biociências da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UNIRIO) e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, esses dados são alarmantes, uma vez que o desaparecimento de uma árvore é como se o ecossistema perdesse um órgão e a consequência disso é o enfraquecimento de todo o bioma”.

Confira abaixo 8 espécies de árvores ameaçadas no Brasil:

 

Jacarandá da Bahia

O jacarandá-da-baía, conhecido tambpem pelos nomes de caviúna, graúna, jacarandá-cabiúna, jacarandá-preto, jacarandá-una e pau-preto, é uma árvore fabácea natural do Brasil, especialmente dos Estados brasileiros da Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

 

Jequitibá-rosa

O Jequitibá-Rosa pode chegar até 50 metros de altura e é nativa da Mata Atlântica. O exemplar de jequitibá-rosa de Santa Rita do Passa Quatro é considerado a árvore mais antiga do Brasil, com idade estimada de 3.000 anos.

 

Pau-brasil

O Pau-Brasil é a árvore que deu nome ao Brasil e começou a ser explorada logo no início da exploração portuguesa, em 1503. O Pau-Brasil pode atingir uma altura entre 10 e 15 metros.O Pau-Brasil era encontrada em grande quantidade na Mata Atlântica e chegou a ser considerada uma árvore extinta. O Pau-Brasil foi redescoberta em 1928, em Pernambuco. A parit de 1978, por meio da Lei nº 6.607, o dia 3 de maio foi instituído como o dia oficial do pau-brasil.

 

Castanheira-do-Brasil

A Castanheira-do-Brasil é uma árvore Nativa da Amazônia que pode atingir uma altura entre 30 e 50 metros e o seu diâmetro pode chegar a 2 metros. A Castanheira-do-Brasil é uma das árvores mais altas da região amazônica e cresce nas margens de grandes rios.

 

Braúna

A Braúna é uma árvore natural da Mata Atlântica. A altura da Braúna  varia entre 20 e 25 metros de altura. A braúna é uma árvore da cor acastanhada e, quanto mais o tempo passa, mais escura a casca da Braúna se torna.

 

Cedro-rosa

A árvore Cedro-Rosa é de grande porte. Ela pode ser encontrada em diferentes biomas brasileiros, entre eles a Amazônia, Caatinga, Cerrado, além da Mata Atlântica, sendo mais abundante entre os Estados brasileiros do Rio Grande do Sul e Minas Gerais. O Cedro-Rosa pode alcançar até 30 metros de altura e produz um fruto que, ao abrir para soltar as sementes, assume a forma de uma flor de madeira.

 

Araucária

A Araucária também é chamada de pinheiro-do-paraná, sendo uma árvore símbolo do Estado. A Araucária produz uma semente conhecida como pinhão, uma semente muito usada na culinária brasileira, além de alimentar animais silvestres. A Araucária encontra em perigo de extinção e, o seu desaparecimento irá impactar o ecossistema. Uma delas ocorrerá devido ao fato de o pinhão, fruto da Araucária, alimentar uma grande cadeia de animais. Um exemplo de animais que se alimentam de pinhão são o papagaio-charão e o papagaio-de-peito-roxo, que atualmente estão ameaçados de extinção. Outro fator é que a Araucária serve como abrigo de muitos animais, em especial as aves - como é o caso do pica-pau. 

Segundo Paulo de Tarso Antas, biólogo, consultor da Fundação Pró-Natureza (FUNATURA) e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, "uma alternativa para evitar a extinção da Araucária seria o plantio de Araucárias de forma comercial, o que seria uma maneira sustentável para a produção dos frutos para a alimentação humana e da fauna, reduzindo conflitos”.

 

Mogno

O Mogno é uma árvore natural da Amazônia. Essa árvore que tem uma cor muito especial, que varia do marrom avermelhado ao vermelho. O Mogno  é uma árvore de crescimento rápido, e pode atingir 4 metros em apenas dois anos. O Mogno também conhecido como Aguano, Araputanga e Acapú.

 

 


VOCÊ SABIA QUE DAS 38 ÁRVORES AMEAÇADAS EM EXTINÇÃO NO BRASIL FORAM, EM ANOS RECENTES, COMERCIALIZADAS DENTRO E FORA DO PAÍS?

De acordo com pesquisa, há 38 espécies de árvores em perigo de extinção que são comercializadas de forma legal no Brasil



De acordo com um estudo recente, 38 espécies de árvore listadas oficialmente como ameaçadas de extinção foram comercializadas no Brasil entre os anos de 2012 e 2016, mesmo sendo a sua extração proibida em nosso país. Segundo o mesmo estudo, a madeira dessas árvores que estão entre as ameaçadas em extinção foram negociadas dentro do Brasil e fora dele - sendo enviada para outros paíse.

Das 38 espécies ameaçadas comercializadas, 3 estão sendo classificadas como criticamente em perigo, 18 como em perigo e 17 estão inclusas entre as as árvores que estão vulneráveis à extinção.

O pior de tudo é que, das 38 espécies de árvores ameaçadas de extinção, algumas não estão incluídas na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) ou na lista de espécies da Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção (Cites).

 

Para acabar com essa exploração, os pesquisadores sugerem que seja melhorada a coordenação entre o Ibama, que determina os níveis de ameaça, e o IBGE, que rastreia produtos de madeira, além de recomendarem que a madeira comercializada não seja mais rastreada apenas no nível do gênero, mas também no nível da espécie das árvores. 

 

 

 


CONHEÇA O PARQUE ESTADUAL DE VASSUNUNGA


 

Refúgio dos grandes jequitibás, o Parque Estadual Vassununga é uma área que abriga uma imensa diversidade de fauna e flora, além de nos presentear com imponentes jequitibás-rosas - e uma das árvores mais antigas do Parque Estadual Vassununga tem aproximadamente de 600 anos.


Jequitibá-rosa tem 40 metros 

O Vila Ecológica fala hoje do Parque Estadual Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro, no Estado de São Paulo (SP). O parque abriga a maior coleção de jequitibás-rosas do Brasil, com cerca de 330 árvores de grande porte. O maior e mais antigo jequitibá tem 40 metros de altura e aproximadamente 600 anos - ou seja, estava aqui antes do Brasil ser encontrado pelos navegantes da época das grandes navegações Portuguesas. Nesse refúgio há também cerca de 250 espécies de aves, o equivalente a um terço do que existe em todo o estado de São Paulo.

 

No Rio Uruguai os Dourados desafias os pescadores - Dourados no rio Uruguai


No Sul do Brasil, as águas do rio Uruguai desafiam os navegantes de plantão. Na pescaria feita em baixas temperaturas, os peixes se tornam manhosos e preguiçosos. E a busca dos pescadores não é por um peixe comum, mas pelo dourado, o peixe considerado como o rei dos rios. Além dos dourados, se for usada a isca certeira, as piaparas também aparecem para somar.

 

 

Aves no quintal de João Cunha - A Natureza no quintal


A Criador de Cavalos João Cunha vive no Sítio Pirirê de Dentro e preserva a natureza no quintal de casa, uma área de 1750 metros quadrados que foi tomada por uma vegetação nativa. Com a vegetação vieram novos moradores, gambás, pequenos roedores, ouriços, tatu, teiús, João-de-Barro, beija-flores, joaninhas, além de uma infinidade de outros insetos frequentam o quintal todos os dias. Encantado com tanta diversidade, João Cunha criou um blog, onde compartilha todo o cenário.

  

 


COMO CULTIVAR O MIRTILO?


 

O mirtilo é cultivado basicamente em uma parte do Brasil, sendo os Estados brasileiros do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O cultivo do mirtilo apresenta grande potencial de expansão no Brasil e, para que a instalação de novas áreas de produção de mirtiloofereça bons resultados, é fundamental que o produtor de mirtilo esteja atento à qualidade das mudas e escolha de forma criteriosa a variedade a ser implantada em sua propriedade rural.

Para quem quer se tornar um Produtor de Mirtilo, precisa saber primeiro que no mercado há vários tipos de mirtilo, sendo:

 


MIRTILOS DO GRUPO IOWBUSH:


 

No caso dos mirtilos do grupo lowbush, os pés de mirtilos têm arbustos de porte baixo, com no máximo 50 centímetros de altura, além de exigir um clima frio, com temperaturas menores em pelo menos 650 horas a 850 horas anuais abaixo da temperatura de 7,2º Celsius.

 


MIRTILOS DO GRUPO IOWBUSH:


 

As mudas de mirtilo do grupo highbush, os arbustos, os pés de mirtilo, poderão atingir até 2 metros de altura e apresentam alta exigência de clima frio entre a mínima de 650 horas a 850 horas anuais.

Porém, há que se destacar que, entre os tipos de pés de mirtilo do grupo iowbush, foi desenvolvido um subgrupo denominado de mirtilo Southern highbush, uma variedade de pés de mirtilo altos, que exige menos dias frios, porém, são pés de mirtilo produtivos, de maturação precoce e com uma colheita  mais concentrada.

O grupo de pés de mirtilo (mirtileiros) do tipo Rabbiteye, ou também conhecidos como mirtilo olho de coelho, a mudas de mirtilo atingem entre 2 metros a 4 metros de altura - ideal para áreas onde não haja mais frios, com baixa exigência em frio, entre 300 horas a 400 horas anuais.


As variedades de mudas de mirtilo mais plantadas no Brasil são variedades de mirtilo Aliceblue, Bluebelle, Bluegem, Briteblue, Climax, Delite, Powderblue, também os tipos de mirtilo Woodard que pertencem ao grupo Rabbiteye, e Misty, O’Neal e Georgiagem do tipo de mirtilo da variedade Southern highbush, porém, vale dizer que essa variedade de mirtilo não são plantadas por produtores de mirtilo dos países do hemisfério Norte, uma vez que essa variedade de mirtilo apresentam menor produtividade, produção tardia, colheitas longas, além de ser uma muda de mirtilo que irá produzir frutos de mirtilo de qualidade inferior.

Porém, as novas variedades de mudas de mirtilo do grupo Southern highbush, sendo elas as mudas de mirtilodo tipo mudas de Mirtilo Star, mudas de Mirtilo Jewel, mudas de Mirtilo Emerald, mudas de Mirtilo Millenia, mudas de Mirtilo Primadonna e mudas de Mirtilo Snowchaser, mudas de mirtilo desenvolvidas por pesquisadores da  Universidade da Flórida e que, atualmente, são mudas de mirtilo que estão sendo comercializadas no Brasil, para produtores de mirtilo que objetivam substituir gradativamente o cultivo de mudas de mirtilo das variedades que estão no Brasil há meis tempo.

A principal vantagem destas mudas de mirtilo desenvolvidas na Universidade da Flórida é que a produção desse tipo de mirtilo é produzido em locais de baixa incidência de frio hibernal - o que torna mais viável para o Produtor de Mirtilo no Brasil, uma vez que permitirá aumentar as regiões de cultivo de mirtilos de boa qualidade no Brasil.

 

 


COMO INICIAR UMA PRODUÇÃO DE MIRTILO?


 

Quando um produtor rural decide tornar-se um produtor de mirtilo, e quer instalar uma nova área de produçãode mirtilo em sua propriedade rural, precisará, antes de tornar-se um produtor de miertilo, levar em consideração não apenas o potencial da variedade de mudas de mirtilo a ser implantada. Além de ver a viabilidade ecomomica do mirtilo em sua região, o produtor de mirtilo precisará selecionar a melhor muda de mirtilo, escolhendo bem um produtor de mudas de mirtilo que produza variedades e mudas de mirtilo de boa qualidade.

 

 


COMO É FEITA A PRODUÇÃO DE MUDAS DE MIRTILO?


 

Para ser um produtor de mudas de mirtilo, o viveiro precisa desenvolver as técnicas certas de produção de mudas por meio da estaquia. O método de produção de mudas por estaquia é muito difundida entre os melhores produtores de mudas de mirtilo do Brasil e do mundo. O método de produção de mudas de mirtilo por estaquia, que consiste em enraizar partes da planta (mudas de mirtilo), principalmente escolhendo ramos de mirtilo retirados de pés de mirtilo de variedades que produzirá bons pés de mirtilo.

O novo produtor de mirtilo precisa produzir mudas de mirtilo com estacas herbáceas de 10 a 15 centímetros, que tenham tecidos tenros e de uma cor verde. Os ramos de mirtilo devem ser retiradas da parte apical dos ramos de mirtilo em um período de primavera ou verão. São nos meses de primavera e de verão que os ramos de mirtilo estão em épocas em que ocorrem fluxos de crescimento vegetativo do pé de mirtilo.

 


QUANDO É MELHOR COLHER OS GALHOS DE MIRTILO PARA A PRODUÇÃO DE MUDAS DE MIRTILO?


 

Os ramos de mirtilo (galhos de mirtilo) é muito sensível à desidratação e, sendo assim, a coleta preferencialmente precisa fazer no período manhã (bem cedo) ou em horários de menor incidência de sol. O produtor de mudas de mirtilo precisará deixar pelo menos um par de folhas - esse par de folhas de mirtilo será fundamental para continuação do processo fotossintético que fornecerá fotoassimilados tanto para a manutenção da estaca de mirtilo, como para a formação das raízes nas novas mudas de mirtilo.

 

Estacas de mirtilo em fase semi-lenhosas e lenhosas podem ser também ser utilizadas na produção de novas mudas de mirtilo, porém, essas estacas de mirlilo semi-lenhosas e as estacas de mirtilo lenhosas precisam ser adquiridas de ramos de mirtilo parcialmente ou totalmente lignificados. É indicado retirar as estacas de mirtilo durante o período de repouso vegetativo do pé de mirtilo. O ideal é que as estacas de mirtilo devam ser obtidas do dos galhos de mirtilo descartados durante o periodo da poda dos pés de mirtilo ocorridas no inverno. Apenas as estacas de mirtilo semilenhosas precisam permanecer com um par de folhas de mirtilo.

 

Depois da coleta das estacas de mirtilo, retiradas do pés de mirtilo planta matriz o novo produtor de mudas de mirtilo precisa preparar as estacas de mirtilo em um substrato para que possa ser realizado o enraizamento das novas mudas de mirtilo.

 


COMO DEVE SER O SUBSTRATO PARA A PRODUÇÃO DE MUDAS DE MIRTILO?


 

O substrato para a produção de mudas de mirtilo precisa ter uma excelente capacidade de retenção de água, um substrato com uma drenagem satisfatória e, além do mais, o substrato para a produção de novas mudas pecisam estar livre de patógenos, ou seja, doenças do solo.Um bom substrato para a produção de mudas de mirrtilo de boa qualidade precisa também estar livre de ervas daninhas e de nematoide.

 


QUAL É O SUBSTRATO UTILIZADO PARA A PRODUÇÃO DE MUDAS DE MIRTILO NO BRASIL?


 

Por aqui, os produtores de mirtilo brasileiros, o substrato ideal utilizado para o enraizamento das mudas de mirtio ou mesmo as estacas de mirtilo é composto por areia.

No Chile, os produtores de mudas de mirtilo, usa um substrato com uma mistura composta de 50% de turfa e 50% de perlita.

Seja o substrato utilizado pelo novo produtor de mudas de mirtilo, é fundamental garantir que o substrato utilizado na produção de uma muda de mirtilo seja muito bem aderido à estaca de mirtilo. Sendo assim, é fundamental fazer uma leve compactação do substrato ao redor das estacas de mirtilo e, dessa maneira, evitar a permanência de bolsões de ar na base das mudas de mirtilo. 

Alguns produtores de mudas de mirtilo utilizam no substrato onde colocaram as estacas de mirtilo reguladores vegetais, principalmente os reguladores vegetais chamados de auxinas sintéticas. Esses reguladores vegetais são muito utilizadas para auxiliar o enraizamento das estacas de mirtilo, uma vez que apresentam difícil diluição em água. Os reguladores vegetais para o uso de substrados para uso do produtor de mudas de mirtilo devem ser dissolvidas em solução de hidróxido potássio ou álcool. As estacas de mirtilo (estacas herbáceas de mirtilo) precisam ser tratadas com ácido indolbutírico (AIB), em uma concentração de 2000 mg/L a 2500 mg/ L.

Depois de prontas, as estacas de mirtilo precisam ser levadas para ambientes propícios ao enraizamento das mudas de mirtilo. As estacas de mirtilo herbáceas e as estacas de mirtilo semilenhosas precisam ser colocadas em uma câmara de nebulização intermitente que, por sua vez, permitirão a emissão de gotículas pequenas de água no local onde as estacas de mirtilo permanecerão e, de tempos em tempos, manter molhada a superfície das folhas das novas estacas de mirtilo usadas para a produção de novas mudas de mirtilo. O ambiente mais úmido é ideal para o enraizamento das novas mudas de mirtilo que serão produzidas a partir de estacas de mirtilo herbâceas ou estacas de mirtilo semi-lenhosas, uma vez que não permitirá a desidratação e o encharcamento das estacas de mirtilo que serão usadas pelo produtor de mudas de mirtilo. No caso das estacas de mirtilo lenhosas usadas pelo produtor de mudas de mirtilo, as instalações adequadas, na questão da umidade, não são necessárias e as estacas de mirtilo lenhosas podem ser colocadas em canteiros de areia ou saquinhos contendo substrato em ambiente coberto com apenas uma tela de sombreamento e, dessa maneira, evitar os efeitos do excesso de radiação solar e chuva na estaca de mirtilo.

Depois de cerca de 90 a 120 dias após o produtor de mirtilo ter iniciado a nova produção de mudas de mirtilo, as estacas de mirtilo precisarão ser retiradas do ambiente de enraizamento, na sequência, as estacas de mirtilo que o produtor de mudas de mirtilo utilizou precisam ser colocadas em para sacos de plásticos de 3 a 4 litros. Depois desse período o produtor de mudas de mirtilo precisará colocar as estacas de mirtilo que já se enraizaram e tornaram se novas mudas de mirtilo e deixá-los em um local coberto por sombrite ou um plástico.

Em nosso país, os produtores de mudas de mirtilo utilizam um substrato quem contém casca de pinus. No Chile, os produtores de muda de mirtilo colocam as estacas de mirtilo em uma mistura que contém 2/3 de acícula de pinus, ou seja, folhas do pinus, com 1/3 da serragem da árvore de pinus.

O produtor de mudas de mirtilo precisa cobrir o solo do interior do viveiro de mudas de mirtilo com uma lona plástica e, dessa maneira, evitar a competição indevida das estacas de mirtilo com as ervas daninhas e, dessa maneira, produzir o produtor de mudas de mirtilo conseguir transformar as estacas de mirtilo em excelentes mudas de mirtilo prontas para a produção de uma safra de mirtilo de boa qualidade. As mudas de mirtilo poderão se desenvolver e quando estiverem com cerca de 12 meses.

Alguns viveiros de mudas de mirtilo fazem o rebaixamento das mudas de mirtilo e deixa as mudas de mirtilo com um tamnho (altura) de 20 centímetros, antes de enviar as mudas de mirtilo para quem quer se tornar um produtor de mirtilo. Esse tipo de muda de mirtilo, as mudas de mirtilo com cerca de 20 centímetros de altura, é a muda de mirtilo ideal para o produtor de mirtilo que pretende a formação de um pé de mirtilo plantado em vasos ou sacolas plásticas.

 

 

 

 

 

 


ONDE COMPRAR UMA MUDA DE ÁRVORES QUE ESTÁ EM PROCESSO DE EXTINÇÃO, ALÉM DE OUTRAS MUDAS DE ÁRVORES DE QUALIDADE?


 

WHATSAPP: (19)9.8825-1240

 

http://www.clubecorporativo.com.br